10 de dez de 2009

O vento arrastou as folhas,
um arrepeio percorreu meu corpo,
olhei ao redor mas continuava sozinha...
Não foi a sua presença que eu senti,
foi apenas o vento mudando as folhas de lugar...

Autora: Sandra Ribeiro

12 comentários:

(CARLOS - MENINO BEIJA - FLOR) disse...

Oi,Sandra.Eu também, já senti esse tipo de calafrio, essa sensação.Muito lindas suas palavras.Soube ser direta com sutileza.Beijos.Parabéns

Myÿ h disse...

Arrepios e calafrios quando o vento corre com as folhas: gostei :)

:*

Juliana. disse...

As vezes me sinto assim, dói esse vazio!!..

Fatima disse...

O vento pra mim sempre é boa companhia. Se eu sei explicar pq? Nunca soube.
Bjs.

Essência e Palavras disse...

Maravilhoso... quanta sensibilidade.

Vazio? Não vejo vazio. Te sinto tão inteira, tão completa.


beeejo.

Essência e Palavras disse...

Maravilhoso... quanta sensibilidade.

Vazio? Não vejo vazio. Te sinto tão inteira, tão completa.


beeejo.

bonequinhoda bic disse...

Bonita imagem, gostei imenso.

Mikaele Tavares disse...

Que simples e tocante..
Quero sentir essa sensação um dia!
Beijos

Manu disse...

Olá Sandra!

A solidão cria expectativa
os movimentos são confundidos
mas a atenção fico cativa
quando nos sentimos perdidos

Obrigado pelas suas visitas.
Bom fim de semana. Beijos

Sereia disse...

Bom dia amiga...
Gostei da sua postagem.São textos q nos fazem refletir...
Existem presenças q é melhor q fiquem na ausência e existem ausências q queremos tirar do infinito para ficar com a gente...
Um lindo dia.
Bjsssssssssss

EDUARDO POISL disse...

"No fim tu hás de ver que as coisas
mais leves são as únicas que o vento
não conseguiu levar:
um estribilho antigo,
um carinho no momento preciso,
o folhear de um livro de poemas,
o cheiro que tinha um dia
o próprio vento"

(Mário Quintana)


Desejo um lindo dimingo com muito amor, paz e carinho.
Abraços com todo meu carinho.

ventosnaprimavera disse...

Esse vazio sempre nos acompanha.Linda poesia, bastante sutil e repleta de sentimento.Parabéns.Arnoldo Pimentel