12 de mar de 2010


Às vezes não há palavras...

Outras vezes há palavras,
mas a dor não cabe nelas.

E algumas vezes não as encontramos,
quando precisamos descrever de
onde vem a dor.


Autora: Sandra Ribeiro

16 comentários:

LUCIMAR SIMON disse...

muito lindo este poema Sandra, por isso nao deixo de vir a este espaço, aqui sempre fico abastecido de algo que nao alimenta o corpo e sim o espirito, a alma.

beijos

Anônimo disse...

E de onde será que vem essa dor que insiste em voltar?
Bjs.

Leela disse...

é tão bom ler o que você escreve! muitas vezes tenho vontade de expressar a dor que estou sentindo, mas nem sempre a escrita pode me ajudar; o teu poema deixa isso bem explícito! muitos beijos

Carlos Augusto Matos disse...

Achei lindo

"Outras vezes há palavras,
mas a dor não cabe nelas."

Bjuxxx

ONG ALERTA disse...

A dor é algo incompreesível, deixa ela sabe onde ficar...lá dentro do coração...paz.

WanessaOliveira disse...

Texto lindo! vc escreve bem, é lindo por esses sentimentos, msm sendo tristes.

Anônimo disse...

Boa noite Sandrinha.
Tem horas q ñ conseguimos detectar nossas dores.Fica aquela interrogação no ar q nos incomoda as vezes.
Amo estar aqui,se falho em alguns momentos é por motivo de força maior,o trabalho na semana me consome o tempo.
Beijos minha dama.
Parabénsssssssssssssssssss

Aqui - Ali - Acolá disse...

As palavras fluem como o vento, mas a dor, essa não vai com as palavras.

A dor existe em muito lado que não se esconde de nós.

Física ou abstrata, ela tem um significado muito grande.

Virtual por vezes será a que mais custa porque, um sentimento inesperado faz criar uma dor vinda de parte incerta.

A dor das palavras é algo que por vezes nos invade a alma sem que possamos deter essa invasão.

Bjos, dia feliz num novo dia.

Anônimo disse...

Até sem querer falar, você transmite muitos sentimentos.

Beijos.

Natália Bittar disse...

nossa que lindo *-*
você escrever muito bem!

(CARLOS - MENINO BEIJA - FLOR) disse...

Acho que tudo acontece dentro de nós,a partir de nós. Dores e alegrias. E que lindo poema,hein? Parabéns.Beijos

Jobah Gharozzi disse...

Estou vivendo essa fase agora... minhas palavras não se aplicam à alegria, e vem carregadas de dor...

vou te seguir
bjo

doce anjo disse...

Ola sandra parabens por esse espaço seu, terei o prazer voltar mais vezes viajar em suas palavras, sou mais um seguidor espero vc em breve meu holl de seguidores... Bjux

Marquinhos

Por que você faz poema? disse...

A dor chega de qualquer lugar, não tem endereço, hora marcada ou pudor.

Mikaele Tavares disse...

Ai que lindo *-*
Sem palavras..
Beijos

Isadora disse...

Às vezes as palavras se escondem no vazio de um silêncio,muitas vezes esse vazio pode ser a pior situação de todas.Amei suas palavras =D